Últimas Notícias

Rodízio da Sanepar em Curitiba e RMC é estendido para evitar colapso

Caso não haja redução de consumo e não comece a chover, existe a possibilidade de aumentar o tempo sem água durante o rodízio.

Por Mellanie Anversa.

Um novo modelo de rodízio de fornecimento de água de Curitiba e Região Metropolitana passa a valer a partir desta sexta-feira (14). A diferença é que o intervalo entre a suspensão do abastecimento será diminuída. 

Agora, a população ficará um dia e meio sem água e um dia e meio com água, sendo 36 horas X 36 horas. A medida foi tomada por conta da estiagem que afeta os níveis dos reservatórios do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC). 

A decisão veio quando o nível médio dos reservatórios chegou a 28,85%, o pior nível da história da medição da Sanepar. Os níveis de cada barragem estão em 10,55% (Iraí), 32,8% (Passaúna), 17,3% (Piraquara I) e 83,3% (Piraquara II). 

O rodízio vem sendo adotado desde março na região Sul de Curitiba e Região Metropolitana. No entanto, em abril, o sistema foi estendido em toda RMC. Com isso, 750 mil pessoas tiveram o fornecimento suspenso, ou seja, 20%. Com as novas medidas, o grupo de pessoas sem água sobe para 1,2 milhão. 

Mudança da população

Além das medidas adotadas pela Sanepar, a companhia lança a Campanha Meta20 para que a população economize 20% do consumo de água. “Esses 20% equivalem a 100 milímetros de chuva. Com 100 milímetros de chuva ou de economia da população, ganhamos um mês de reservação”, explica o presidente da Companhia, Claudio Stabile.

Caso não haja redução de consumo e não comece a chover no período de avaliação, existe a possibilidade do tempo sem água durante o rodízio aumentar. Nesse cenário crítico, a população poderá ficar 48 horas sem água e 24 horas com abastecimento.  

Já o final do rodízio só está previsto quando os níveis das barragens estiverem acima de 60% e as chuvas estiverem acima da média histórica. Segundo previsão meteorológica, este quadro só deverá ocorrer a partir de novembro. A atualização dos níveis das barragens já está disponibilizada pela Sanepar no site www.sanepar.com.br.

Leia também:

Nesta quarta (12), Curitiba registra 14 óbitos e 486 novos casos de Covid-19.

2 comentários em “Rodízio da Sanepar em Curitiba e RMC é estendido para evitar colapso

  1. Pingback: Aplicativo que monitora distanciamento social é testado em Curitiba – Notícias de Curitiba

  2. Pingback: Apesar do tempo chuvoso, crise hídrica ainda é crítica em Curitiba e Região – Notícias de Curitiba e região

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: