Notícias Saúde

Sozinho, mês de Julho teve 66% das infecções e 60% das morte por corona no Paraná

A Covid-19 alcançou 50.152 paranaenses e 1.152 foram a óbito em decorrência da doença no mês passado. 

Por Mellanie Anversa.

O mês de Julho foi caótico em relação a infecções e mortes causadas por complicações do novo coronavírus. Sozinho, o mês concentrou 66% das infecções e 60% das mortes por Covid-19 no Paraná. Os números foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na sexta-feira (31). 

Do 1º a 31 de julho, a Covid-19 alcançou 50.152 paranaenses e 1.152 foram a óbito em decorrência da doença. Na soma geral, o Paraná tem registra 75.300 caasos e 1.899 mortes desde o começo da pandemia, em março. 

O mês sete também concentra os três piores indicadores de casos e óbitos em 24 horas. Foram 2.538 novos infectados no dia 30, 2.242 no dia 21 e 2.221 no dia 9. Em relação aos óbitos, os maiores números foram 59 no dia 21, 52 nos dias 20 e 28 e 46 no dia 6. 

Segundo os dados divulgados, a média móvel de casos no estado é de 1.994, um acréscimo de 0,3% em relação aos últimos 14 dias. Já os óbitos, a média é de 31,8, com um decréscimo de 10,6% também em relação aos 14 dias. 

Neste comparativo da data de divulgação, julho concentrou 52.707 casos e 1.263 óbitos na média móvel. Com isso, o mês representa 69,9% dos casos e 66% das mortes. De acordo com esse indicador, os dias com maior número casos e óbito foram no dia 31, com 2.605 casos, e no dia 29, com 71 mortes. 

Apesar do crescimento nos últimos 31 dias, o Paraná ainda tem o terceiro menor índice do Brasil em casos por 100 mil habitantes (665,71) e a quinta menor taxa de óbitos pela mesma faixa populacional (16,8). Atualmente, a taxa de letalidade do vírus no estado é de 2,5%. 

Cidade sem casos

Há apenas duas cidades paranaenses que ainda não registraram casos de coronavírus, segunda a Sesa. São elas: Boa Ventura de São Roque, Flor da Serra do Sul, São Carlos do Ivaí, Rio Bom, Nova Santa Bárbara e Godoy Moreira. Esses municípios reúnem 28.331 habitantes, ou seja 0,2% da população do estado. 

Comparando as regionais que concentram mais casos, Curitiba e Região Metropolitana ficam na primeira colocação, com 31.140 casos. Já a segunda é de Cascavel, 6.333, Londrina, 5.132, Maringá, 4.643, e Foz do Iguaçu, 4.495. 

As mortes alcançaram 233 municípios, mais de 58% do Paraná. As maiores incidências absolutas são em Curitiba e Região Metropolitana com 947, Londrina, 170, Cascavel, 126, Maringá, 89, Paranaguá, 77, e Toledo, 50.

Faixa etária

A faixa etária média dos casos no Paraná é de 40,1 anos, enquanto a de óbitos é de 68,2 anos, o que indica que as complicações da doença se concentram entre as pessoas mais idosas. A covid-19 impacta mais a população feminina (52%), mas mata mais os homens (61%).

São 17.221 casos entre pessoas com 30 a 39 anos, o que representa 22,8% do total de infectados no Paraná. A segunda é a de pessoas entre 20 e 29 anos, com 15.442 casos, ou 20,5% dos infectados. São, ainda, 6.670 casos entre crianças e jovens de 0 a 19 anos (8,8% do total) e 10.447 casos entre quem tem mais de 60 anos, 13,8%.

Em relação aos óbitos, a análise da Sesa mostra que a Covid-19 acomete mais mulheres conforme o aumento da idade. A faixa mais atingida é a de mais de 80 anos (224 óbitos), seguida por 70 a 79 anos (202), 60 a 69 (143) e 50 a 59 (99). Entre os homens há diferença. A faixa mais vitimada foi entre 70 a 79 (302 mortes), seguida por 60 a 69 (268) e mais de 80 (258).

Internados 

Em relação aos pacientes internados no Paraná, o boletim epidemiológico informa que há 1.273 internados, 1,7% do total de infectados no estado. Desses, 540 estão em uma das 1.054 Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 733 em enfermarias exclusivas para tratamento da covid-19.

As taxas de ocupação nos leitos exclusivos são de 75% em UTIs adultas, 20% em UTIs pediátricas, 52% em enfermarias para adultos e 34% em enfermarias infantis. A maior preocupação é na macrorregião Leste (85% de ocupação de leitos de UTI adultos).

Somados os casos confirmados e suspeitos internados na rede pública e privada, em todo o estado, são 2.213 internados em leitos clínicos (1.232) e avançados (981).

Cerca de 66% dos casos hospitalizados desde o começo da pandemia apresentavam comorbidades. As mais comuns até agora foram cardiopatia (2.369), diabetes (1.615), pneumopatia (354), doença renal crônica (342) e obesidade (341).

Leia também:

Município recebeu 1.997 pedidos para transferências de estudantes de escolas privadas.

2 comentários em “Sozinho, mês de Julho teve 66% das infecções e 60% das morte por corona no Paraná

  1. Pingback: Sozinho, mês de Julho teve 66% das infecções e 60% das morte por corona no Paraná — Notícias de Curitiba | Mon site officiel / My official website

  2. Pingback: Ainda no pico da doença, Curitiba registra 19 óbitos e 587 novos casos de Covid-19 – Notícias de Curitiba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: