Crônicas

Do chegar ao fenecer, um clichê de quatro patas

Por Vinicius Frois.

Filhote, cor de caramelo, patas gigantes, dentes afiados e muita energia. Aquela pequena pitbull chegou de colo com meu pai.

Em consenso familiar, da minha boca veio a decisão:

– Então, se todo mundo concorda, ela vai se chamar Cissa.

Cissa era brincalhona como todo cãozinho da sua idade. Tinha uma disposição para fazer bagunça que parecia de outro mundo.

Um minuto de silêncio para os chinelos que ela comeu, para os tênis que ela roeu e para as portas que ela estremeceu.

Chorou quando precisou dormir sozinha. Deu o troco fazendo xixi onde não devia. Fugaz, cresceu.

Com menos de seis meses, Cissa já parecia um cão adulto. Grande, forte e com um latido alto. Sempre dócil.

Comia ração, banana, cenoura, maçã, picolé e tudo mais o que dessem. Uma peculiaridade era o seu apreço por capim. Todos diziam que era dor de barriga, mas Cissa não podia ver uma touceira que ia logo abocanhando como se fosse um cavalo.

Viveu nos dando trabalho e o dobro de alegria.

Certa vez, fugiu durante um festejo com fogos de artifício. Correu tanto que perdeu a pele das patas e por alguns dias só saía do lugar se fosse carregada. Seu medo de explosões era tanto que qualquer estouro a fazia entrar em desespero.

Depois de dez anos, Cissa envelheceu – e adoeceu. De repente não comia, de repente não levantava, de repente não era mais um filhote saudável e cheio de energia.

Teve câncer. Na primeira consulta o veterinário já deu a notícia: Podemos fazer a cirurgia, mas provavelmente ela não aguentará. Está muito velhinha.

Voltamos para casa e o sentimento era o pior possível. Nem mesmo a chegada de um novo filhote – o Akuma – amenizava a tristeza.

Entre o impasse de arriscar a cirurgia ou permitir o suplício, Cissa se foi naturalmente. Esperou que todos saíssem de casa para, enfim, dormir pela última vez. Foi há um ano.

Por uma década eu tive o melhor cão do mundo. Há um ano eu tenho apenas saudade.

0 comentário em “Do chegar ao fenecer, um clichê de quatro patas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: